segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Amigos especialistas, em chomage.... :)

Como comentei nos posts anteriores, estamos enfim pintando o apartamento. Desde que pegamos as chaves ele pedia "pinte-me!! pinte-me!!!". Agora com o final da temnporada de visitas em casa (pelo menos ate o inicio do inverno...rs) estamos com tempo para fazer o que ele sempre nos implorava, a cada vez que olhavamos para ele. As tintas ja haviam sido dadas pela consierge, e eu mesmo me propus a pinta-lo, mesmo sendo obrigacao do proprietario entrega-lo desta forma. Como a mao de obra aqui é meia-boca e porca, se quer algo bem feito, faça-o vc mesmo!
Pinta uma parede, pinta duas... escolhe a que sera colorida, termina o teto...e... faltou a tinta da parede colorida. E... qual sera a cor? Vai no site da Debbie travis q a Anna achou e procura as cores mais do nosso agrado. Mas a coisa nao é simples assim. E sensaçao de espaço? combina com o piso? e os moveis ?!?!?! Muita coisa q nao sou bom de escolher, so sei aprovar...rs. Que tal pedir ajuda a quem entende do negocio? Otima ideia... Vamos ao IMIGRANTES!!!! Sim... nada como ter amigos altamente especializados q estao querendo trabalhar em suas areas. No nosso caso, os arquitetos ;)

Enquanto o pais dificulta a entrada de gente especializada no mercado de trabalho, com otima carga de trabalho e experiencias, nos nao temos frescuras nao. Estao querendo voltar a fazer o que gostam, estamos aqui para isso! Fomos ate nossos amigos Sandra e Sebastian e pedimos ajuda para entendermos melhor nosso apartamento e escolher as cores de algumas paredes de acordo com os moveis q começaremos a comprar semana que vem e dicas de decoraçao. Eles nos explicaram coisas q nunca haviamos pensado, como as diferenças entre um ambiente para uma pessoa e outros para recepçao de amigos e reunioes sociais, as cores e o sono, disposicao dos moveis e as cores de cada ambiente, assim como o que cae bem com cada uma das varias opcoes de combinacao que queremos para a casa. Muitas dicas foram dadas e nao era um...e sim 2 arquitetos empenhados em mostrar quais eram as melhores opcoes para deixarmos a casa perfeita para esse 1 ano que passaremos por aqui pelo menos. Como a Anna fala, de repente apos arrumarmos o apartamento, possamos ficar uns 2 anos nele. Tudo vai depender de como ele ficar depois de pronto e se encontrarmos um ap melhor aqui por perto, com uma consierge menos porquinha (hauhauhauhauhauahuahuah).

Mas a ajuda dos amigos sao coisas que sempre serao lembradas, afinal isso nao tem preço. Amigos nao se compram, se conquistam.

4 comentários:

disse...

Sr. Luiz,

Gostaria que o sr., por favor, não colocasse a culpa nas visitas pelo fato do sr. não ter pintado o apto. Gostaria de salientar, inclusive, que isso é falta de educação!! hahahaha. Pelo menos minha pergunta: "E a pintura da casa, sai ou não sai?" valeu. A Anna tá me devendo uma! hahaha. Bjos e depois manda as fotos!!! Estamos ansiosos pelo antes e depois!

Elaine Alves disse...

Olá,
Conheço sim a Aline, que mundo pequeno heim..rsr..
Vou conversar com ela.
Vcs já estão quanto tempo em Quebec?
Abr.
Elaine.

Marcos, Simone, Lucca e Julie disse...

Luiz, Anna,

Com um pouco de atraso li a postagem sobre voltar a pé do show... A mesma sensação sentimos quando estivemos em Québec no mês de julho para reconhecimento...

Como eu participava de um congresso (o da Sociedade Canadense de Engenharia Civil), só tínhamos as noites para passear um pouco. Várias delas voltamos à pé do centro velho e da Petit Champlain para nosso hotel na Grande Allée apenas com um pouco de receio, mas sem MEDO... Afinal, éramos dois paulistas recém chegados, a caminhar com todas as nossas paúras...

Fomos depois conhecer Montréal, mas já havíamos nos apaixonados pela Ville de Québec.

Bonne Chance e que sejamos vizinhos logo!

Marcos e Simone
jmappellecaillou.blogspot.com

Osmey Roberto (Beto) Salles disse...

Você é dos meus, vejo que você não tem medo de trabalhar, só não entendi o negocio de ter “problemas” para trabalhos manuais, quando se quer trabalhar a força de vontade supera tudo.

Eu não quero me meter na sua vida, mas você tem que sair desse negocio de trabalhar de montador de produtos eletrônicos, ficar soldando componentes e respirando vapores tóxicos não é bom negocio não. Quanto mais tempo você demorar para começar a ganhar bem (no mínimo 30 dólares a hora) mais difícil fica disso acontecer.

Sem falar que você tem que pensar na aposentadoria, com um salário como o que você ganha agora, a sua aposentadoria aqui vai ser uns míseros 1200 dólares, pobreza absoluta.

Saiam dessa, a tua esposa já esta reclamando de dores nas costas e nos cotovelos de tanto movimento de arrumar cama e limpar banheiro.

Eu só acho que você tinha que tirar no ar a informação de ajuda alimentar, isso não colabora em nada com a motivação das pessoas, eu trabalho com produtos para restaurantes e hotéis, esse ano foi terrível, falta gente para trabalhar (esta certo que tem que trabalhar duro, mas quem que não tem?) daí que os caras trabalham 10 horas na semana e não quer vir mais, e não da nem para mandá-los embora, pois essas 10 horas fazem falta??

Infelizmente fico muito pouco tempo na cidade, para mim seria mais interessante morar em Montreal, mas enquanto as crianças não vão a escola a cidade de Québec é a melhor.

Talvez possamos ir juntos ao cassino, eu sempre vou em novembro no de Charlesvoix, tem quem tem medo de ir, o negocio é ir de carro, não levar cartão de debito nem credito, levar em dinheiro um 800 dólares por pessoa no maximo, abastecer o carro logo que chegar lá e ai aproveitar...