terça-feira, 28 de abril de 2009

Quebec X Montreal

Olha só, eu choro... chio... reclamo... mas gente, isso é so por esporte. Acho q sou reclamao por natureza, faço com amor ...e faço bem! Nao me entendam mal, o blog acaba sendo uma valvula de escape, e vcs acabam absorvendo tudo de bom...e de ruim por tabela. Aqui tem muitos problemas, mas o Brasil tb. Outro dia estava conversando com alguem, q nao me lembro quem, comentando q "quando estavamos no Brasil nossos problemas eram bem definidos. Viemos para cá e esses problemas agora sao coisa do passado. Hoje em dia temos novos problemas...". O q queria dizer com isso é q quando resolvemos o q nos aflinge, coisas menores q antes nao percebiamos passam a ganhar nossa atencao. Os problemas do passado.. oras...agora sao passado!
Nao sei se ando falando muito mal por aqui da cidade, mas se o fiz so quero dizer q, mesmo cheia de probleminhas eu gosto daqui. Vou morar o resto da minha nela? Nao sei dizer mesmo... Ainda tenho vontade de ir para o lado de lá.... mas nao estou desesperado. A saude é uma porcaria tanto la como ca... entao nao tenho para onde fugir.

Nessa ultima semana, embora eu tenha ido apenas para Montreal deu para sentir um gostinho de uma cidade menos provinciana q a capital (olha as reclamacoes ai brotando de novo...rs). Fui fazer meu curso de Solaris, com tudo pago, dei umas voltas no Parque Mont Royal (fotos), comi uma pizza com meus amigos "gente boa" (Sergio e Natasha) e conheci tb a familia inteira do Wellington (muito simpaticos, por sinal... ). Ele me ofereceu uma carona até o Caipirisima e fomos todos comer coxinhas, pasteis e tomar suco de fruta de verdade (sem goma guar, acidulante ou espessantes, nem amerelo IV!!!). Para quem mora por aqui acho q é uma parada obrigatoria. La ainda re-econtrei por acaso a Bianca Saia, da radio-canada... Gente bonissima tb.








Havia uma vaca no meu caminho. No meu caminho havia uma vaca

Mas... conversando com o Wellington, descobri q eu teria problemas para voltar para a minha cidade. Se derem uma olhada no meu post anterior, comentei algo de "me lembrar como era andar em escada rolante" ...rs. Pois é, o Eduardo daqui da cidade ficou sabendo disso e disse a ele que colocaria uma vaquinha me impedindo de entrar de volta na capital. Na realidade nao era uma vaquinha, e sim duas! Uma na entrada da frente, e a outra na de tras...hahahahah. A sorte é q ficou só na ameaça e tudo acabou bem. Entrei sem problemas e ainda fui no aniversario da esposa dele, a Catarina.

No aniversario, conversando com ele sobre o "perigo" q passei de dormir do "lado de fora da cidade por uma noite" acabamos falando sobre o velho e batido tema "a cidade que temos de escolher para morar no Quebec".

Desde que comecei o processo de imigracao a uns anos atras, sempre existiu a duvida, "...mas para qual cidade iriei?". Sem estar aqui é mesmo dificil escolher. Mesmo para mim q ja havia visitado a cidade, o ponto de vista de um visitante é bem diferente de um morador. Ter visitado é algo muito bom, com isso ja da para ter ideia se tal cidade nao tem nada a ver conosco. Mas morar é outra coisa. Sempre nas reunioes de futuros imigrantes havia umas disputas sobre qual era a melhor estrategia, chegar numa cidade onde houvesse mais empregos (Montreal), ou numa onde teria um melhor padrao de vida (Quebec), e discussoes mais calorosas e apaixonadas acabavam rolando, mesmo sem as conhecerem.

Gosto de Montreal....
Montreal é legal... eu gosto de lá. É uma cidade onde há o q fazer a noite (quando temos dinheiro :), muitas opcoes de comida diferente fora os fast-foods norte-americanos, pistas de esqui nao absurdamente distantes (tem de se planejar um pouco), um povo bonito (tentacoes a cada esquina...ai ai ai meu Deus!!! rs), e salarios bons (quando bem empregado). Mas recomeçar a vida lá nao era para mim. Acho q para aproveitar a cidade devemos estar com um bom emprego, senao a cada esquina nos deparamos com uma tentacao diferente, e nossas economias nos restringem demais no que fazer nesse recomeço. Se aqui na cidade de Quebec ja é assim, la seria muito pior.

...mas tb gosto de Quebec
A cidade de Quebec ja é muito mais tranquila em comparacao a MTL. A Natasha me perguntou "e aí Luiz, depois de um ano o q acha da cidade? Nos fale os pontos positivos... e os negativos tb". Eu respondi o q sempre falo: o bom daqui é q é tranquilo... e o ruím é q é tranquilo demaaaaais!!! Quem tem uma fonte de renda boa encontrara diversao mais diversificada, "pero no mucho". Um problema daqui é q para algumas diversoes (shows por exemplo) vc nao pode dormir no ponto, senao os ingressos acabam num piscar de olhos. Cidade onde nao tem muita coisa pra fazer, quando aparece ja viu, né! Essa é a realidade.
O show do ex-Supertramp, Roger Hodgson esgotou a jato, cirque de soleil, hahah..CELINE DION (urgh...rs), todo mundo q é famoso acontece o mesmo. E no dia do Paul McCartney... vixi... foi ver o parque Plaines d'Abraham se transformar num verdadeiro lixao. Nunca vi a cidade tao suja quanto aquele dia. Nos sentimos num aterro sanitario, andando sobre lixo em vez de grama.
Mas, tirando esse tipo de programacao quem nao acontece todo final de semana, a cidade é linda, tranquila, sem violencia na rua, poucos roubos..de carros...de bicicletas, tb tem emprego (em menor numero, claro) e coisas q nem sempre todos se interessarao da mesma maneira. No final o q conta é q a escolha é muito pessoal.

O melhor mesmo acho q seria chegar e dar uma pequena passeada por algumas das cidades, como Montreal, Quebec, Toronto, e outras menores e insignificantes...como "Gatineau" (hahahha). Claro, isso é o q acho q muitos gostariam de fazer mas nao têm condicoes, mas p/ mim isso sim seria o ideal.
Perguntei para o Wellington se ele gosta da cidade e se pensa um dia em se mudar. Ele disse q nao... fez a escolha certa. É certo q ha problemas como o pedinte q flagrei com minha camera na foto abaixo....



...mas se vc nao der nada ele nao rouba. No maximo poe vc pra correr...rs. Mas a cidade é legal.

Seçao de bobeira
Outra bobeira q nao influi em nada na escolha da cidade é o fato de Montreal ser cinza... ou marrom. Quase nao existe cores no centro da cidade, com excessao dos neons, placas de propaganda e letreiros dos comercios. Tudo é cinza... marrom... ou espelhado.





























Como podem ver, estudei muito quando estive la em MTL...heheh. Nao duvido nada q algum engraçadinho ainda venha me perguntantando se fui la estudar fotografia em vez de informatica. Vai...fiz milagres com minha "xereta" digital!











quarta-feira, 22 de abril de 2009

Uma semana em Montreal

O tempo começa a esquentar, as arvores começam a brotar lentamente, e quando a natureza quer dar o ar da graça..o q acontece? Me mandam para a selva de pedra !!!...rs. Estou aqui na cidade grande, me lembrando o que é gente pra caramba nas calçadas, o que é rush em praça de alimentaçao (em quebec tb tem, mas nao por causa de escritorios) e como é andar em escada rolante (hahahah...zuei!). Confesso q sinto saudade de algumas coisas de uma metropole, mas eu ja sabia q sentira. Sempre morei em cidades com mais de milhoes, ou pelo menos proximo. Tá... Joao Pessoa nao conta...heheh.

Bussola desajustada?
Mas deixa eu contar uma coisa que me impressionou ao sair de Quebec. Peguei o onibus QC-MTL q sai as 5:30 da rodoviaria de Quebec, da uma parada na rodoviaria de Sainte-Foy (ué...as duas nao sao a mesma cidade?... coisas de cidade pequena com complexo de cidade grande. Freud explica :), e as 6:00hs sai lotado para chegar pouco antes das 9:00hs em Montreal. Meu onibus pegou a estrada e logo cruzou a ponte de Quebec para pegar a estrada de pista dupla q leva a cidade grande. Logo q sai da regiao metropolitana de Quebec, Levi, ou qq outro nome q deem a aquelas casas perdidas na beira da estrada, nao me resta muita coisa a fazer senao olhar a paisagem. Estava sendo um lindo amanhecer de um dia com um ceu azul sem nenhuma nuvem. Arvores... morros.... arvores... um pato.... arvores.... alguns patos.... arvores... morros.... mais uma formacao aerea de patos.... e fiquei olhando eles. Estavam naquela formacao q nós sempre vemos em desenhos animados. O corpo branco e a parte de baixo das asas pareciam ser pretas, dando um bela visao de pontos pretos e brancos que pareciam piscar no ceu. Algumas centenas de metros a frente, outra formacao de patos... maior.... e mais algusn segundos depois outras formacoes... Caramba! Quantos patos! Notei q eu nao estava só olhando os patos, uma senhora na minha frente tb estava olhando fixa a natureza viva... voando. As arvores e os morros ja eram coisa do passado, o negocio agora era olhar o céu... ou melhor... os patos. Eles continuavam aparecendo, cada vez mais e mais... até um momento q eu me arrepio só de lembrar, eram milhares de patos... centenas de formacoes em forma de "V" que seguiam umas após as outras por quilometros, e o final daquela fila estava perdido para além do horizonte. E eu so pensava... "Maldiçao! A camera ta no porta-malas".
A descriçao perfeita para aquilo que eu estava vendo seria uma pato-via que levava em direçao ao sul, uma verdadeira via de algumas centenas de metros de largura e kilometros de extencao.... Mas... Hanna e Barbera estavam nos enganando esse tempo todo??? Agora q tudo começa a esquentar eles seguem em direcao ao sul???? Os desenhos diziam o contrario. Juro q nao entendi a direçao q estavam seguindo. Se fosse uma arrevoada tudo bem, estariam indo pegar algo ali na fazenda do outro lado do rio, mas centenas de milhares ou sei la quantos infinitos patos indo para o mesmo lugar nao haveria outra explicacao como uma situacao corriqueira desse tipo. Se algum biologo quiser escrever algum comentario dando uma luz, pls...sinta-se a vontade. Ficarei feliz em entender pq em plena primavera eles estavam indo para Cancum.

Montreal
Esses dias aqui tem sido de muito estudo e concentração. É...bem...hahahah...quem estou tentando enganar?...rs. A materia eu ja conheço acho q a uns 10 anos... e concentracao é tudo q mais me falta na vida. Entao, to aproveitando o curso para treinar meu ingles que esta pra lá de enferrujado, da até pena. Quando cheguei aqui ja vim com a ideia de só falar em ingles. Na primeira oportunidade, ainda na rodoviaria de Montreal... escapa o frances na frente.
- "Est-ce que est la-la le metro?"
- Yes... down there.
- Merci....
E saio me castigando pela minha mal-criacao comigo mesmo.

Na recepcao do curso, vindo direto da rodoviaria, pergunto em... frances. GRRRRRRR
Ah...ufa... na sala de aula nao tenho outra alternativa, afinal o professor nao fala outra coisa q nao ingles. Ali o cerebro começa a pegar no tranco. Horas de ingles me fizeram bem. Descansei um pouco dos "la-la", "shui...pschiu...xuo....tsche" etc....

Sai para meu primeiro almoço. Fui para a praça de alimentaçao no subsolo mais proximo. La encontro meu lugar, um fast-food japones...sushi la vou eu! E nao perdoo... Pego minha caixinha com um bando de bolinhos de arroz, algas e outras coisas indefinidas e sigo para o caixa:
- What do you have for drinking?
-Ah...eh....ces la-la...

Grrrrrr.....

Ao voltar para o curso, volto a falar com a recepcionista, mas dessa vez o ingles ja esta mais ativo na minha mente. Ela so deve ter estranhado pq cada vez q eu falava com ela eu escolhia um idioma diferente...hehehe.

Nas ruas, apos o curso ter terminado, caminho pela Sainte-Catherine e é facil escutar um bando de mulheres falando ingles... e os mais velhos falando em frances. Estou no lado ingles da cidade, so para ficar mais claro, mas por azar (ou talvez sorte... nao sei) sempre q calha de eu vir para essa cidade é por aqui que acabo vindo parar. O azar ficou por conta do tempo q virou terça e nao vou aproveitar como eu tinha em mente o parque de Mont Royal, logo ali a uns 2 ou tres quarteiroes de onde onde estou. Mas vou para la com tempo feio mesmo. Ainda bem q vim com minha bota de trilha/inverno.

Espero no proximo post poder ilustrar um pouco mais essa viagem, mas se o tempo continuar como esta serao as fotos mais cinzas de uma cidade mais cinza ainda. Cinza, mas bem interesante, sem duvida.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

IR, restituicao e TPS/TVH

Como ando muito atarefado nas ultimas semanas com muita coisa para estudar para o trabalho, nao tenho tido tempo de cuidar de outras obrigacoes domesticas. A declaracao de imposto de renda foi um desses compromissos q tive de contornar daforma mais cara, devido a nao ter tempo de ver isso durante a semana.

Existe alguns organismos de ajuda q fazem a declaracao de renda para aqueles q nao tem muita ou nenhuma renda. gente na ULaval, benevoles aqui perto, la longe... muita gente q faz de graça, mas como sao concorridos vc nao pode marcar toca e tem de ver isso sem muito atraso, senao perde a vez. so para lembrar q o limite para a declaracao é ate dia 30 de abril, independente se teve renda ou nao. Eu nao estava tendo tempo de ver isso, e acabei perguntando ao meu chefe alguma dica do povo daqui para um lugar q fosse barato e bom que fizesse a minha declaracao de IR, e a da Anna. Ele indicou a "H&R Block", com varios escritorios espelahados pela cidade. Como sou novo no país, bem provavel q fosse sair uns 30 dolares e pronto, meus compromissos com o governo estaria em dia. Otimo! Tinha um perto de casa, masquei um horario para uma avaliacao e fui lá alguns dias depois, num sabado.
Ao ser atendido pela recepcionista, mais uma vez perguntei o preço, e ela comentou q o contador poderia me informar durante o atendimento. Esperamos um pouco e logo ele nos chamou.
Conversa vai, conversa vem, pega os documentos para analise, perguntas... respostas... e ele foi completando a declaracao, espero um pouco e pergunto o preço. Nada de resposta. O meu erro foi deixar rolar, mesmo sem resposta. Mas todos me falavam, "ah.... é baratinho!", e o bestao deixou rolar. Pensei q por ter trabalhado em duas empresas de recrutamento diferentes poderia deixar uns 50 dolares... mas ate ai, td bem.
Entao aproveitei para derrubar um mito q até eu ajudava a trasmitir, listado abaixo com outras dicas q seguirei nesse ano de 2009.

1. a primeira declaracao de IR precisa ser feita no papel: FALSO! Se vc possui um software de declaracao de IR como o Impôt Rapid estara dentro dos conformes da lei. (leia o rodapé do post :)
2. restituicao: se sua renda for acima de uma cota X que nao sei o valor, vc podera pedir restituicao dos valores como passes de onibus (guardem seus comprovantes de compra dos passes), medicamentos, consultas medicas (nem todas sao de graça ;), exames medicos (idem)...
3. investimentos no REER abatem o valor a ser pago, assim q houver uma renda acima do nivel da pobreza daqui
4. vc nao necessita preencher novamente o formulario da TPS/TVH como fizemos assim q chegamos aqui, fevereiro passado. Basta selecionar uma opcao na declaracao e o reembolso da TPS/TVH sera enviado para nós ao longo do ano, como cheques ou direto na conta. O detalhe q ainda nao estamos entendendo é q mesmo nos tendo feito a declaracao num sabado, no dia anterior a faze-la ja haviam enviado o nosso primeiro cheque desse ano. Sera q alguem contou ao Revenu Canada q iamos fazer nossa declaracao no dia seguinte???? Todos os nossos cheques da TPS/TVH do epriodo anterior ja foram recebidos e gastos... Vai entender!

Como ainda somos pobres por aqui (porem limpinhos), ter guardado todos os comprovantes de compras durante 2008 nao adiantou para nada, ja que nossa foi inferior para termos de pagar imposto sobre a renda. Farei uma triagem do q é bom guardar, e o resto que nao se encaixa acima ira p/ o lixo.
Acabou q o senhor q nos atendeu fez a minha declaracao, depois a da Anna... e eu lá, so esperando uns 100 dolares de prejuizo. Ah...mas nada seria tao ruim assim, afinal iriamos receber uma bela restituicao em no maximo 2 semanas, segundo ele. MARAVILHAAAAAA.... a conta corrente ia sorrir como a uma ano nao sorria. Fomos pagar, e o preço: 115 dolares.... Ah, bem como eu imaginei !!!
- Nao senhor, 115 dolares para cada um....
Ah!??!?!?!?!??! Quoi !??!?!?! Putz.... Que preju! A Anna ainda recebeu um desconto de 15%, mas eu...nada.
Doeu o bolso na hora, mas agora estamos mais tranquilos, só na ansiedade dessa bendita restituicao chegar logo! :)

PS: depois de alguns comentarios enfatizando q a primeira declaracao tem sim de ser no papel, vou entrar em contato com o velhinho para ver o q afinal ele fez. Vamos ver se infelizmente estarei dando mais força ao meu preconceito dos serviços profissionais desse país.

domingo, 12 de abril de 2009

...e a porta chegou, ou quase.

Enfim!!!! Trocaram.... a fechadura (!?!?!?)....rs. Mas... e a porta? Continua a mesma, so colocaram uns remendos de madeira para fingir q tudo é lindo e perfeito....hahahahah. Ate pintaram para disfarçar, mas ja nao estou nem ai... Junho esta proximo, eles nao estao alugando esse ap para ninguem, e isso acho bom, pois assim terao como arrumar para depois entao pensarem em aluga-lo.



Vou falar uma coisa boa do nosso apartamento (acho q vai chuver...): sabe o q é otimo desse ap? É q nao tem vizinho em cima! Viram só? Eu tb reconheco as coisas boas daqui...hehehe. Mas o apartamento de cima, segundo q falaram, esta vazio devido aos numerosos acertos q necessitam fazer nele, e a um ano q nao terminam as reformas. Ainda bem... assim alem de nao termos ninguem fazendo barulho sobre nós, nao deixam mais outra familia se estressando com problemas em sua casa.

Bom, vou ficando por aqui, e as reclamacoes desse ap agora serao coisa do passado. Ja foi o suficiente para entenderem q apartamento aqui tem de ter muita atencao para alugar, pois mesmo visitando-os ainda assim pode nao ser o suficiente para nos, acostumados a apartamentos de tijolo e concreto, identificarmos quais tipos de problemas podemos passar por aqui. Predios de madeira, gesso e papelao é isso aí... e se for velho tenham cuidado.

E nunca.. eu disse NUNCA, JAMAIS fiquem sem a casa assegurada!!! Incendios e/ou bombeiros... se eles entram em sua casa vc perde tudo em um segundo. Incluam isso no orçamento, se nao imediato ao menos que fiquem o minimo de tempo possivel sem um seguro residencial. Incendios sao corriqueiros por aqui.

Abs e juro q nao toco mais nesse assunto...rs

PS: so me esqueci de dizer q o video acima era antes do ultimo reparo. Dava para colcar a mao entre a porta e o batente, mesmo quando fechada. tsck!

quinta-feira, 9 de abril de 2009

quarta-feira, 8 de abril de 2009

"A maldiçao do dia da mudança"

O titulo desse post lembra ate filme de terror, mas acho q daria para fazer uma boa comedia desse tema. Como adoro chamar essa linda "provincia provinciana" de "franco-lusitana" (desculpem-me os portugueses, mas levem em consideracao q tb sou neto de portugueses... tá !?!...rs), a coisa mais estupida e irracional a qual acho q jamais vou me conformar durante toda minha eternidade, é a famosa "maldiçao do dia da mudança".

Resumo para aqueles q nao sabem o q os esperam
Todos os contratos de aluguel da cidade do Quebec vencem dia primeiro de julho. Entao o q acontece nesse dia? Enquanto todo o Canada aproveita o feriado em que comemora-se o aniversario da independencia do país, o Quebec faz mudança domestica. Parece q na cidade de Montreal nao é mais assim, mas ate onde sei todos aqueles que pretendem se mudar para um outro apartamento deverao estar se mudando no mesmo dia q vc, dia primeiro de julho. Agora imaginem algumas milhares de familias saindo de casa ao mesmo tempo. Como ficam as transportadoras? As ruas... as calçadas... as entradas dos predios...
Literalmente é uma coisa de outro mundo. Eu acho q moro no meio dos ETs....

Nosso dia da mudança 2009
Estamos distante de primeiro de julho, quase 3 meses nos separam. Mas acreditem, o nosso dia da mudança ja é preocupacao antiga. Nao por causa dos problemas do nosso ap atual, mas sim porque aqui vc tem de saber com bastante antecedencia se pretende se mudar.
No inicio de fevereiro chegou nossa famosa carta perguntando se iriamos renovar o contrato (rs... tolinhos!), respondi dizendo q nao e como devem ter lido nesses posts anteriores levei a carta em maos, junto com mais um brinde. A partir dessa época, inicio de fevereiro, a "maldiçao" se estabelece na provincia. Quem quer casa sai a caça! Quem pega a caça primeiro liga com vantagem para a empresa de mudança e ja fecha o acordo p/ o dia da mudança. Portanto, isso ja começa a acontecer nos primeiros dias de fevereiro!!!!!
Nós, em fevereiro estavamos numa situacao apertada e complicada. Eu sem emprego, o mercado fechado a bons empregos e muitas incertezas no ar. Apareceu um emprego, e tb apareceu um apartamento logo em seguida! Opa! É o Canada sorrindo para nós ai!!! :D O emprego ainda nao era uma brastemp, mas ja iria voltar a mesma situacao mais confortavel. Nao tinhamos condicoes de pagar 500 dolares por uma mudanca, entao resolvemos fazer nos mesmo nossa mudança. Como fazer isso? Acessem www.uhaul.com e descobrirao. Decidimos alugar um desses pequenos caminhoes e mais alguns apetrechos, e nós mesmos fariamos o trabalho. Mas tinha um problema, como sempre. Para fazermos a mudança deveriamos reservar um caminhao, mas eles nao fazem isso com tantos meses de antecedencia. Liguei para lá e me instruiram esperar ate dia 15 de março quando iriam começar a liberar as reservas. Ok, adiamos a procura por um mes até meio de março, e quando chegamos para fechar o caminhao...hahah...advinhem: esgotaram as reservas em poucos minutos!!! Ficamos na mao! Começo a ligar para todas as empresas de mudança q encontro nas paginas amarelas, e quando atendiam ou ja estavam lotadas sem horarios, ou poderiam fazer a 150 dolares a hora, com no minimo de 3 horas (esse preço ainda sem as taxas de 13%) para os dias anteriores ao dia da mudança, ou posteriores. Resumindo... nao nos servia pois nosso novo ap so ficara livre a partir do dia 1º e temos de tirar tudo daqui até dia primeiro.

Desistir, jamais!
Volto para a opcao do U-Haul, agora pensando em alugar um pequeno espaço para armazenar nossa coisas por uma semana junto com a de nossos vizinhos. A ideia é pegar um caminhao no final de semana anterior ao primeiro de julho (quarta-feira), levar nossos moveis para esse "storage", viver por uma semana no estilo "acampamento de recem-imigrante no recem imovel" (colchao inflavel, mesinha dobravel...etc), e no final de semana seguinte pegar outro caminhao e levar tudo para o novo endereço.
Ideia feita, pesquisada, esquematizada, viabilizada... so faltava fechar. Fomos hj pessoalmente (ja q o atendimento da mulher pelo telefone era daqueles q da raiva de tao ruim) e ao vivo as coisas fluiram um pouquinho menos piores.
Conclusao, nao fui informado que temos de esperar um mes antes da data que pretendemos alugar o storage. Parece q terei de esperar outro mes ate decidir de vez essa novela que sera nossa mudança.

Depois nao querem q eu chame dessa terra de franco-lusitana? Oras pois!

Chegou a decisao da Regie du Logement

...e a decisao nao foi sim nem nao...rs.

Ficou decidido que morar com um rato por mais de 6 meses, tendo solicitado uma atitude eficiente por mais de 6 meses, nao é motivo suficiente para sair de um apartamento. Oras... isso é viver em harmonia com a natureza! Agora sinto como sou uma pessoa de sorte.. Obrigado doutora juiza!! Valeu !! estou mesmo precisando de um contato maior com a mae natureza...thks!

Ter uma porta que abre automaticamente, isso sim é motivo para sair. O proprietario tem 10 dias para a troca da porta. Caso nao a troque, nos poderemos sair sem problemas. Mas aqui entre nós... vcs acham mesmo q irao troca-la? Eu acho q nao... afinal, se eu sair do apartamento o q eles perderao? 2 meses de aluguel de 1 inquilino q nao ira renovar... Nao vao trocar. Ele ainda tem o direito de recorrer pelo q entendi. Entao...esquece mesmo.

Mas como ja haviamos mesmo desistido de sair, entao nao foi nenhum problema.

PS: nota de algumas horas depois do post.
Só para eu aprender a ficar quieto de vez em quando. Enquanto eu escrevia o post seguinte a este, recebi uma ligacao da "parede" (vcs me entenderam...rs). Ela disse q amanha de manha vao trocar a porta. Nao vou me adiantar dessa vez falando "ha! ...aposto q sera uma porta velha de algum ap. vazio...", ou "...acho q vao chegar aqui com uma porta lilas com bolinhas rosa escrito WC"...nao, nao vou. Vou esperar a surpresa do dia de amanha e depois aqui venho dar risada junto com vcs ...rs.

sábado, 4 de abril de 2009

Como abandonar um Bail em Quebec

Eu estava esperando o desfecho de nossa açao na justiça para o abandono do nosso bail. Como a decisao esta tomando tanto tempo para ser anunciada, sair ja deixou de ser um bom negocio. Fazer 2 mudanças em um periodo tao pequeno de tempo alem de ser trabalhoso e extressante, tb é caro.

Nos mudamos para cá em julho de 2008. No inicio foi um alivio, pois estavamos num apertamento de 1 quarto, e nao tinhamos moveis... era tudo de improviso e ficamos assim por 4 meses. Quando chegamos aqui num apartamento de 2 quartos, sala separada da cozinha, banheiro que nao dava banho no vizinho de baixo, varanda espaçosa ...e que janelas!!!...... ah...as janelas... era tudo maravilhoso! Os defeitos eram detalhes. Foram passando os meses e logo começamos a notar os nao-serviços da concierge, a idade do predio ja apresentava alguns problemas q incomodavam, mas nada absurdo.

Mickey (Agosto 2008)
Ate q apareceu o "Mickey", apelido dado pelo Fabio e Soraia ao rato que vive oficialmente conosco desde agosto do ano passado!!!!! A concierge veio, viu o estrago, concordou q era um pequeno rato e se comprometeu a resolver o problema.
Semanas se passaram e nada de atitude. Cansei de falar com ela no telefone, ao vivo e nenhuma atitude. Varias semanas se passaram e ela colocou algumas ratoeiras, e ponto! Para ela tudo estava resolvido. Comida na ratoeira?? Oras... para que? Para alimentar o bichano ?? Serviço quebequense "de primeira"!

Sempre de portas abertas (Dez 2008 a Fev 2009)
Um belo dia comecei a notar q a porta da frente de casa estava cedendo. Ela ficava cada vez mais dificl de fechar. Eu tinha de bater forte a rpincipio, depois começamos a ser obrigados a levantar a porta pela maçaneta para fecha-la, depois começamos a evitar de usar a porta da frente quando podiamos, e no final a porta nao fechava mais. So permanecia aparentemente fechada devido ao calço q fiz para q ela nao abri-se mais. Porem era so fazer uma leve pressao q qq criança abriria a porta. Falei por meses com a concierge. O q ela fez? Nem passou para ver o q acontecia. A paciencie estava esgotada... Nao tinha como fechar a porta de casa! Nao é facil nem de lembrar o estresse q passei.

A gota d'água (Dez 2008)
No natal apareceu uma goteira sobre nosso fogao. Lembrando q os fogoes aqui sao eletricos. Agua + eletricidade... casamento interessante num apartamento feito de madeira e papelao. Falei imediatamente com a parede, ou melhor... com a concierge. O q ela fez? O de sempre...

Janeiro
Depois de algumas dias sem alguma coisa feita resolvi abrir meu coraçao para a querida concierge e perguntei se ela poderia nos ajudar de alguma forma, mostrando o caminho de como poderiamos abandonar o apartamento sem problemas judiciais e desgastes. Ela comentou que a unica forma seria enviando um pedido para a administradora do condominio com 3 meses de antecedencia solicitando a resiliação do contrato. Mas ao notar q eu ja havia desistido de ser paciente e iria sujar a barra dela, ela, num impeto de vontade, em 30 segundos conseguiu um encanador para ir consertar o problema no dia seguinte pela manha. Pq nao fez isso com o rato tb? Pq nao fez isso com uma porta q nao fechava ?!?! Isso foi inicio de janeiro.
Ja q ela se mostrou nao querer ajudar de forma alguma, fomos logo na justiça. Na primeira semana de janeiro, ano novo... energia nova... fomos a Regie du Logement para ver como poderimos sair de la o mais breve possivel. Abrimos um processo ali mesmo, rapidissimo e a solicita atendente completou o formulario por nós. Pagamos 65 dolares, e caso ganhassemos a acao, os 65 dolares seria reembolsados pelo proprietario. Tb poderiamos pedir danos morais, mas faria com q a acao demorasse mais e nao estavamos ali pelo dinheiro. so queriamos resolver nosso problema.
A minha parte no processo seria de notificar a administradora ou proprietario da açao, para q eles pudessem se preparar para se defender. Começava uma novela.
Peguei o bail e la consta o endereço da administradora. Peguei a via do processo que teria de enviar a administradora e despachei p/ o endereço do bail. Isso foi dia 12 de janeiro.

Fevereiro
Um mes depois de mandar a via do processo para a administradora recebo uma correspondencia em maos do correio. Fui atender contente achando q fosse a data da audiencia... peguei o envelope e fui assinar o formulario do carteiro. Analisei rapidamente i envelope e notei q a letra lembrava demais a minha... Nossa... comecei a ficar perdido...ate notar q a minha carta eu mesmo havia enviado !! Putz...so faltava essa, mandei para mim mesmo ??? Nao... ninguem recebeu a carta, bestao!
Ligo para o escritorio da administradora q ficava em Montreal. Ninguem atende... nunca. Começo a ficar puto. Dia apos dia ninguem atendia. Ja começo a pensar em ir ate la entregar em maos, ate q penso em voltar na regie du logement para esclarecer como eu poderia fazer nessa situacao. Quem me atendeu dessa vez foi uma tipica funcionaria publica, q nao estava muita ai para meus problemas. Fui mal atendido e notei q dali nao sairia coelho algum. Estava por minha conta. Antes de seguir para Montreal resolvi consultar nosso oraculo... a concierge! Ela poderia saber como falar com eles, afinal ele tem de estar em contato constante com a administradora. Fui la e para minha surpresa a administradora havia mudado, por sorte para cá mesmo, na cidade de Quebec. Peguei o novo endereço e telefone e... liguei. Ninguem atendia. Fui no endereço pessoalmente uma vez... ninguem. Fui um segunda vez numa sexta-feira...e dei com a cara na porta de novo. Fechado! Me lembrei do que o carteiro me falou quando peguei minha carta de volta: "...vc estava esperando uma convocacao de audiencia? É... esses proprietarios de condominios sao safados mesmo. eles fazem de tudo para se safar de acoes... Boa sorte!". Ja comecei a pensar em complô! "Estao fugindo... estao dificultando de proposito..se escondendo!!". Pensei em chamar aqueles programas tipo "Ratinho", "cidade em alerta" ou ate mesmo a "Luciana Gimenez Jagger" para denunciar... mas nao conheço programa assim por aqui, ainda bem!!! Eu mesmo tinha de resolver isso, e rapido! Olhei o nome na caixa de correios e batia com o nome da administradora. Fui no escritorio vizinho da frente e perguntei se alguem ja havia visto o escritorio da administradora em fucnionamento. Falaram q sim mas q eu tinha dado azar de te-lo pego fechado. Voltei na segunda feira seguinte, com a via q deveria entregar-lhes e mais uma carta ja informando q nao renovaria o contrato de aluguel (coisa obvia...rs). Consegui conversar com o responsavel q nao mostrou conhecer minhas reclamacoes. Ou a concierge nao reportava nada a ele, ou ele era conivente junto com a concierge. Ele foi atencioso, politico e notei q ele pisava em ovos quando falava comigo. Bom sinal.

Março
Viramos o mes e tivemos a audiencia logo no dia 3. Levei as provas (algusn excrementos de rato retirados do armario da cozinha), fotos, uma testemunha para comentar sobre nossa "porta automatica" da entrada de casa, e.... nao sei onde foi parar, mas todas as cartas q eu fazia a concierge assinar com as reclamacoes q eu fazia, comdatas e tudo mais desapareceram. Desconfiei ate da concierge, mas como nao tenho como provar nada, apenas senti minha argumentacao perder 50% da força. Eu juntava tudo numa pasta que ficava bem acessivel. Eu sempre conferia os documentos pois sou mestre em esquecer coisas, e no dia D acontece isso. Uma pena.
Resumindo, a audiencia é a juiza, o reclamante, o reclamado, sem necessidade de advogado algum, e a juiza pergunta o que traz o reclamante ali, e ela vai perguntando a cada parte detalhes e explicaoes. Chama a testemunha e pronto. durante as explicacoes fui ostrando fotos, documentos, e tudo q tinha para provar minhas acusacoes. Os excrementos de rato praticamente foram desnecessarios. Minha palavra bastava pelo q notamos. Resta saber se para o resultado q buscavamos ela bastava.
Ao sairmos da audiencia conversei educamaente com o administrador do condominio e ele se propoz a resolver os problemas. Se nos quisessemos ficar ate o final do contrato, segundo ele seria uma honra. E os reparos realmente começaram, depois de meses de paciencia esgotada.

Abril
Entramos em abril, um mes apos a audiencia e nenhuma decisao foi tomada ainda. O apartamento q tinahmos em vista de seguirmos nao aceita contrato de curta duracao ate final de junho, entao nao nos resta outra alternativa de continuarmos aqui. Ao menos agora podemos fechar a porta, o teto da cozinha foi reparado, e o rato.... bem... o rato tem agora um exterminador para se preocupar com ele. Quase um ano depois agora estamos tendo um suporte.
O engraçado é q parece q ela deve ter levado alguma chamada de atencao, pois agora ela tem feito tudo como se deve ao entrar em contato conosco. Liga com um dia de antecedencia para agendar visitas para alugar o apartamento, liga avisando q vao limpar o estacionamento...etc.

Quem passou nove meses aqui, consegue passar mais 3 ate o maldito 1 de julho. Ah.... o apartamento de julho... Chega julho!! Chega logo!!!! :D