quinta-feira, 3 de abril de 2008

Transporte II - comprando um carro

Duas semanas sem posts... duas semanas de novidades. Mas vamos de leve, q em cidade pequena e os assuntos tem de render...rs.
Ja que o ultimo post foi relativo a transporte, hj vou continuar o assunto... mas redirecionando o foco: comprando "uma viatura".
Estamos trabalhando faz duas semanas, e ontem "começamos" (eu ja comecei enforcando...hehe) um curso de frances num colégio de segundo grau chamdo Centre Phénix. O curso começa as 8:30hs e termina as 12:45, e o trabalho começa as 15:30 e vai ate a 0:00h. Puxado, nao ?! Sim... Agora imagine vc atravessando a cidade para estudar, depois voltando tudo para almoçar, e logo depois atravessando para outro lado p/ um trabalho PESADO, e chegando em casa no ultimo onibus do dia. E se o perde? E o cansaço?
Por essas e outras razoes (diversao tb conta ;) resolvemos evitar essa pindaíba e "achetamos" nossa "voiatura". Carro bacaninha a preço de banana. Carro americano é assim por aqui. Bonito (nem sempre) e barato. Bom? ....mmm... ainda é cedo para saber. A ideia do Jeep foi por agua abaixo, assim como a BMW q iriamos comprar, mas nao tinhamos historico de credito e nao conseguimos um financiamentozinho q tinha em mente. Ok... cambio tip-tonic, 2.7 litros, 4 portas, 2001, rodas de 16'', 160.000km (pouco para a idade pelos padroes daqui....). Tudo isso por 3.600 dolares. Abaixo do preço de mercado, e muito bem conservado. Mas é carro americano. Sei q terei de fazer umas revisoes em breve.
Tudo começou quando o emprego pintou e vimos a dificuldade que seria trabalhar e estudar ao mesmo tempo em pontos nao muito distantes, porem nos locomover entre esses pontos de onibus nao eh uma das coisas mais rapidas e praticas. Tivemos a sorte de uma das maquinas da fabrica quebar e todos ganhamos 2 dias de folga durante a semana. Assim saimos a caça de um carro. Encontramos uma BMW 96, muito bonita por dentro mas com varios pontos de ferrugem externamente. Como nao temos emprego a pelo menos 3 meses, nosso historico eh muitpo fraco, se nao inexistente. Assim, nem o Desjardin, nem a Visa, nem a Citi Financière aceitaram nosso caso. Entao nao nos restou outa alternativa q lançar maos nas nossas economias. Com os 2 trabalhando logo o dineheiro retornará, mas o investimento numa BMW teve de ser abandonado e começamos a procurar um carro mais em conta. Passeamos em Lévis - graças a Valéria e ao André, do outro lado do rio Sao Lourenço e vimos alguns estacionamentos por lá. Todos os carros estavam ruinzinhos... todos! No dia seguinte a Anna encontrou esse Chrysler Intrepid 2001... muito bem de motor, conservado por fora, confortavel pra caramba... e automatico. Cheio de frou-frou...
Na sexta-feira, antes do trabalho e antes do curso começar, fomos até o trabalho do fulaninho e de la fomos ate o SAAQ para fazer a transferencia do carro, aqui chamado de "fazer a imatriculation". Paguei em dinheiro e o antigo dono esteve presente o tempo todo. De documentos necesarios para transferir o carro para meu nome, ainda sem quase nenhum documento daqui da terrinha, foi necessario apenas meu passaporte e a habilitacao brasileira... sem traducao alguma.
Além do preço do carro, ainda tive de pagar uma taxa q segue uma porcentagem de uma tabela do SAAQ. Mesmo eu pagando pelo carro um preço abaixo do mercado, a taxa era de acordo com essa tabela. Alem dessa taxa que parece ser de 7% do valor do carro, ainda temos de comprar uma placa para ele. Só sei q só nessas duas taxas ficou algo como 450 dolares. A placa aqui nao é vinculada ao veículo, como no Br, e sim ao dono. Assim, se vc vende seu carro, vc vai lá e desparafusa sua placa e leva ela consigo. O novo dono q resolva se vai usar uma placa antiga ou comprara uma nova. Foi assim comigo... sera assim com vc, provavelmente :)
Mas calma! Isso nao é tudo! Alem de pagar pelo carro, ganhar uma taxa para pagar de brinde, e ainda o direito de comprar uma placa, vc ainda nao se livrará do seguro obrigatório! Isso mesmo, como a maioria ja sabe pq leu em outros blogs, no meu nao seria diferente... para rodar um carro no Canadá É OBRIGATÓRIO TER SEGURO DO CARRO. Como sou pobre ... mas tao pobre, a ponto de nem conseguir comprar uma BMW, fiz somente o seguro para terceiros, abaixando o preço do seguro para 45 dolares por mes. O bacana é q fiz o seguro pelo telefone, sem precisar me deslocar a canto algum para fazer vistorias ou apresentar documentos. Tudo demorou uns 20 minutos, simplismente pq ainda nao tenho a carteira de motorista daqui do Canada, e tive de mandar uma foto via e-mail da carteira de habilitacao do Br. Minha brasileira ainda vale pormais 2 meses, tempo q terá de ser suficiente para pegar minha carteira daqui. O processo ja esta aberto, e daqui a 2 semanas farei o teste teorico. se der, no mesmo dia ainda poderei fazer o pratico, mas isso nao eh certeza. Logo postarei mais sobre o assunto carteria de motorista.
Um ponto que vale a pena contar é q apos eu tirar minha carteira de habilitacao do Canada, o premio subira de 5000 dolares para um milhao. Por isso é de extrema importancia eu retornar a seguradora o meu "permis de conduire" assim que eu o tiver em maos.

Existe aqui diversas seguradoras. eu optei pela Belairdirect, pois ela possui descontos nos postos Couche Tard, e tb acabei pegando um plano no CAA, um tipo de clube do automovel, onde nos da direito a guincho de 5km a 160km, dependendo do plano que pegar. Como sou calouro por essas terras, achei melhor me associar ao CAA para evitar dores de cabeça numa eventual pane. Carro usado sempre tem surpresas escondidas... engatilhadas...

E o estacionamento? Se aqui nao tem muita garagem disponivel nesse país, onde estacionar? Na rua... claro! Mas aqui tb tem zona azul. E lá fui eu correr atras de um "permis de stationnement". Foram 2 dias de correria atras disso, na sexta e na segunda. Essa permissao nada mais eh q um adesivo q colamos no vidro traseito do carro e nos dá o direito de estacionar nas proximidades de sua casa/apartamento. Existe inclusive um mapa delimitando as ruas onde podemos parar a qq hora do dia ou da noite... independente do dia da semana.

No mesmo lugar onde peguei o permis de stationnement (bureau d'arrondissement - rue Saint Joseph 399 ou 499...sei lá), aproveitei aquela caminhada e tb ja peguei minha caixa de lixo reciclavel. Isso foi de graça, mas o permis custou 50 dolares, e vale por um ano. Poderei transferi-lo em caso de mudança. Agora o problema eh arranjar uma vaga apos a meia-noite... logo q voltamos do trabalho.



___________________________________________________________________

Achei isso para facilitar o trabalho para quem quiser pesquisar sobre fazer o seguro de um carro, assim que o compra-lo..

Link original
On s’assure d’avoir en main toutes ces informations quand on contacte un assureur :

* Notre certificat d’immatriculation;
Il contient plusieurs informations – année du véhicule, modèle, marque - qui permettront de déterminer le ou les produits d’assurance qui nous conviennent le mieux;
* Notre kilométrage annuel;
* Notre kilométrage pour nous rendre au travail.

C’est le temps de conclure notre contrat d’assurance automobile?

On rassemble les informations suivantes :

* Le numéro de série de notre véhicule;
* Le nom et l’adresse de l’institution financière qui nous accorde le prêt pour notre voiture;
* On prévoit payer notre prime d’assurance par prélèvement bancaire? On s’assure d’avoir en main un spécimen de chèque.

Algumas empresas para realizar seguro :
https://www.industriellealliancegenerales.com/
http://www.belairdirect.com/
Desjardin

7 comentários:

Nós4 disse...

Oi, pessoal!!

Já estava querendo saber o que estava acontecendo que vocês não tinham dado mais notícias!!

Muito boas dicas para a compra da "bagnole". Só tenho pena porque essas dicas não são de Montreal...:P

Parabéns pela compra!!

Quanto aos 4 meses, até concordo, LC. Mas, é que quase todo mundo da nossa época já recebeu, inclusive o "povo" daqui... Não tem como não ficar ansiosa e preocupada, concorda?
Mas, vamos ver no que dá!!

Aguardamos cenas dos próximos capítulos!!:)

Dá um beijo na minha amiga e um beijão pra vc tb!!

Dani e Hamilton

** D.P. ** disse...

Ahahahahah pô. não me leva a mal! É que sua sinceridade é engraçada demais!rs

Desculpa a curiosidade, mas em que vocês estão trabalhando. Você deu a entender que trabalha em fábrica, e a Anna? Relaxa que logo vocês terão o dinheiro da "voátur" de volta...

Então, a gente tá mais é conhecendo pessoas e nos preparando bastante. Temos que esperar o Pedro e o Juliano se formarem (esses meninos retardatários...), e enquanto isso a gente vai juntando dinheiro e estudando francês!rs Se tudo for como planejado, a gente entra com o processo em jun/09.

Pensamos em Montréal, mas ainda não conseguimos bater o martelo! As opção são muitas, e tentadoras... Vou acompanhando seu blog pra saber se vamos pra Ville (uma das nossas opções!) ou não =P

Beijos e bonne chance pra vocês dois ai!

Dani

Bruno Lucena disse...

Ola LUis e Anna,

Parabens pela compra do carro, um desses aqui seria bem mais caro. Só fiquei curioso de saber sobrre o emprego. Se puder comentar ficariamos felizes, uma vez que esse pode ser tb o nosso destino que sabe, afinal de contas, não sabemos como vai ser. Abraços e mandem noticias.

Bruno e Ana

Anônimo disse...

Qual emprego vc conseguiu?
PESADO?

Tatiana disse...

Oi! Que bom ter notícias boas! Estou super feliz com o caminhar das coisas. Nosso dia está chegando (19 de Maio) e é uma sensão muito louca! Vc sabe....
No que vc e Anna estão trabalhando? E, me diz, como está o francês? Ajudou ou não as aulas aqui no Brasil? Bjs Tatiana e Emanuel

Lacerda disse...

Gostei do "carango", apesar dos 160K Kms, parece estar em bom estado...Escreve um post falando mais sobre como foi a tua busca por trabalho aí cara! Acho que vai ser muito interessante... O Erivaldo, irmão da Elizângela, já chegou aí faz alguns dias... Na verdade ele está em Montreal.
Enfim, foi bom ter notícias de vocês!
Um abraço,
Emmanuel & Katarina

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.