sábado, 26 de abril de 2008

Rotina? Só a ajuda alimentar

A vida de recem chegado geralmente pode ser chamada de tudo... menos de rotineira. Podem chama-la de atarefada, estressante, uma M***, otima.... enfim, cada um da o nome q preferir a sua. A minha é a minha, e cada dia tem uma cara diferente. Quando minha vida esta com cara feia, eu nao olho e nem falo bom dia a ela, mas ela é gente boa, e logo passa o estresse e volta a ser legal, gente fina! O problema eh que a falta de tempo impera por aqui.
O primeiro mes foi aquilo, procura casa para morar, vai nos departamentos do governo/ongs para ver os documentos, cursos, inserção social e profissional, e depois q vc se insere a tendencia é logo vir a rotina. Mas eu juro... eu tô tentando que essa tal teórica rotina chegue logo, mas q nada! Cada dia eh um pepino diferente!...rs

Começamos a procurar nossa rotina nos inscrevendo no Centre Phénix, para dar o empurrao no frances q a Anna tanto precisava. Esta funcionando, mas eu ja tive de trancar a matricula por alguns dias para resolver outros problemas que me faltavam tempo. Agora q isso ja esta se resolvendo acredito q essa semana poderei voltar... mas, claro.... sempre ha um porem... pode ser que tenhamos de mudar de horario, ja que esse semana VAI pintar "emprego novo"*2 na história.

Com o emprego atual eh a mesma coisa. Achavamos q teriamos trabalho a semana inteira. Doce ilusao... trabalho baseado em horas, tudo pode acontecer... inclusive te dispensarem varios dias da semana, por semanas consecutivas. Ai vc nunca sabe como sera o dia seguinte. Mas quem fica parado é poste!

A unica coisa coisa q posso dizer q é rotina em nossas vidas atualemente é nossa visita a igreja daqui da frente para a ajuda alimentar semanal.

Tudo começou quando nos lembraram q as igrejas daqui fazem uma reuniao semanal para ajudar as pessoas necessitadas, dando comida e as vezes produtos de beleza e/ou limpeza. Fomos um dia qualquer da semana aqui na frente e procuramos mais infos, diretamente com alguem da paróquia. Na igreja daqui da rua Saint Jean, a distribuicao de alimentos é feita toda quarta-feira, as 10:15 da manhã. Cheguei sozinho na quarta seguinte, com um comprovante de endereço meu e da Anna, apenas uma carta do MICC marcando uma data para um rendez-vous. Foi o suficiente para inscreverem nossos nomes na lista. Ao inscreverem, recebi uma senha num papael amarelo e o senhor falou laramente num perfeito frances quebecoi:
- "nbdsv l asvdsal l lhavsdv allahvdl ljv vhsdjlds... ça vá ?!"
Ok... saravá! Merci!
Sentei e fui vendo como as coisas aconteciam, muito mais facil...rs

A disposiçao do que sera distribuido:
Toda a comida que é distribuida fica em mesas, uma ao lado da outra, porem num formado de um grande "U". Do lado externo desse grande anel aberto, ficam os integrantes do grupo de distribuicao, e do lado interno vai passando um beneficiado a cada 1 minuto, mais ou menos.

O procedimento:
Ao chegar, nos dirigimos a mesa de recepcao, onde verificam seu comprovante de endereço e verificam se seu nome esta ou sera incluso na lista, e ja fazem uma marca de presença. Em seguida vc recebe uma senha (amarela ou azul) com um numero aleatório. Assim, so nos resta esperar em uma das dezenas de mesas que tem por lá, e enquanto nao começam as filas nos servimos de sucos, barrinhas de cereais, biscoitos... e outras guloseimas q as vezes aparecem.

A fila:
A fila começam a ser formadas a partir de um chamado que fazem. Primeiro somente a fila das senhas azuis. Temos de ficar sempre de olho pois ninguem chama para iniciar a fila amarela, que vem em seguida da azul. Assim, temos de ficar de olho na cor das fichas que as pessoas portam no final da fila. Ao momento que a azul vai acabando o pessoal da amarela entra em formacao logo atras. Ja a fila vai tomando a ordenacao da numeracao das fichas. Ou seja, ate se formar a fila por completo, vira uma baguncinha que logo se arruma e serve para irmos conhecendo um ao outro na fila.
A fila das senhas brancas sao os idosos.

A distribuicao:
Assim que chega sua vez para fazer o percurso e pegar seus alimentos, vc tem de ter a sua propria sacola, ou como muitos... mas muuuuitos fazem aqui, levam seu proprio carrinho de feira. É... tem gente q faz da caridade seu estilo de vida.
A cada dois metros de caminhada vc encontra um grupo de produtos, e uma pessoa do outro lado que explica quantos ítens vc pode pegar daquele grupo. Por exemplo, no primeiro grupo sempre tem 2 opcoes de congelados, uns cubos de queijo e peixe. Desse grupo vc pode escolher um congelado e pega tb uma bandeijinha desses cubos de queijo e peixe. No segundo grupo sao as saladas e legumes. Varios pacotes de salada, cebola, cenoura, batata, ...dali só pega-se duas saladas e uma opcao de legume por exmplo... e assim vai para cereais, paes, enlatados, massas, doces... ate saes de banho aparece. A Anna veio toda contente na ultima que pegou uns cremes de marca.
A fial azula sempre sai melhor servida, pois todos o produtos estao disponiveis para ela. O que sobrou o pessoal da amarela pega... e o q sobrar fica para a turma das fichas brancas, os idosos. Nao sei pq eles ficam com a xepa, mas parece q é o q acontece mesmo.

Importante:
Nao guarde por muito tempo os produtos recebidos, os consuma logo! Pois eles estragam com uma velocidade incrivel. Conclui que muita coisa alí foi retirada de circulacao pelo prazo de validade estar proximo do fim, e outras possivelmente por pessoas q prepararam para o fim da caridade mesmo. Ja que aqui pouca coisa tem informacao das datas de fabricacao e validade, nao tem como saber se o produto esta vencido ou nao.
Um exemplo: uma vez pegamos dois pacotinhos de uma massa de macarrao, aparentemente caseira e D E L I C I O S A! Comemos uma... ficamos maravilhados... e deixamos a outra para comer com mais calma num outro dia, nao muito distante. Quando fomos comer, desta vez com um molho mais bacana....... mofada :( O mesmo para diversas outras coisas q demoramos um pouco mais para consumir. Muitas latas estao amassadas... e como devem saber, consumir algo assim pode causar botulismo (vide google...). Cuidado!
O q quero dizer eh que isso eh algo a ser utilizado quando realemente necessitar, pois fazer disso um estilo de vida, como segundo dizem por aqui alguns fazem é besteira.


Eu no momento ainda preciso, por isso acho inportante mostrar que vale a pena sim buscar essa ajuda. Espero neste proximo mes estar deixando a ajuda para quem esta chegando por agora.

3 comentários:

Bruno Lucena disse...

Bicho sinceramente estou de bobeira com o post. Nunca pensei que as coisas funcionassem assim e muito menos que os produtos não tem informações suficientes. Aqui no BR estamos mais avançados. E outra...tambem nao entendi porque os idosos ficam com a "xepa", porque aqui vcs sabem a prioridade é deles em tudo. Assim esta ocorrendo uma inversão de valores. Essa foi pesada. Abraços

Luiz & Anna disse...

Ai no Br muita coisa eh mais "desenvolvida" que aqui, mas claro q outras nos fazem querer sair dai e vir para cá. A troca de país vale a pena... Qq coisa eh so mudar de produto e dar preferencia a aqueles que nos oferecem mais segurança ;)
Ah... idoso e gravida aqui sao apenas mais um na fila. Mas as filas aqui na cidade sao pequenas... entao nao ha estresse.

Anônimo disse...

Gostaria de chamar a atençao (expressar minha opiniao)quando falam que [buscar ajuda alimentar e fazer disso um estilo de vida é besteira]
Apenas gostaria de dizer que existem sim aqueles que escolheram viver assim, mas sao minoria, a maior parte utiliza isso por falta de opçao.