sábado, 4 de abril de 2009

Como abandonar um Bail em Quebec

Eu estava esperando o desfecho de nossa açao na justiça para o abandono do nosso bail. Como a decisao esta tomando tanto tempo para ser anunciada, sair ja deixou de ser um bom negocio. Fazer 2 mudanças em um periodo tao pequeno de tempo alem de ser trabalhoso e extressante, tb é caro.

Nos mudamos para cá em julho de 2008. No inicio foi um alivio, pois estavamos num apertamento de 1 quarto, e nao tinhamos moveis... era tudo de improviso e ficamos assim por 4 meses. Quando chegamos aqui num apartamento de 2 quartos, sala separada da cozinha, banheiro que nao dava banho no vizinho de baixo, varanda espaçosa ...e que janelas!!!...... ah...as janelas... era tudo maravilhoso! Os defeitos eram detalhes. Foram passando os meses e logo começamos a notar os nao-serviços da concierge, a idade do predio ja apresentava alguns problemas q incomodavam, mas nada absurdo.

Mickey (Agosto 2008)
Ate q apareceu o "Mickey", apelido dado pelo Fabio e Soraia ao rato que vive oficialmente conosco desde agosto do ano passado!!!!! A concierge veio, viu o estrago, concordou q era um pequeno rato e se comprometeu a resolver o problema.
Semanas se passaram e nada de atitude. Cansei de falar com ela no telefone, ao vivo e nenhuma atitude. Varias semanas se passaram e ela colocou algumas ratoeiras, e ponto! Para ela tudo estava resolvido. Comida na ratoeira?? Oras... para que? Para alimentar o bichano ?? Serviço quebequense "de primeira"!

Sempre de portas abertas (Dez 2008 a Fev 2009)
Um belo dia comecei a notar q a porta da frente de casa estava cedendo. Ela ficava cada vez mais dificl de fechar. Eu tinha de bater forte a rpincipio, depois começamos a ser obrigados a levantar a porta pela maçaneta para fecha-la, depois começamos a evitar de usar a porta da frente quando podiamos, e no final a porta nao fechava mais. So permanecia aparentemente fechada devido ao calço q fiz para q ela nao abri-se mais. Porem era so fazer uma leve pressao q qq criança abriria a porta. Falei por meses com a concierge. O q ela fez? Nem passou para ver o q acontecia. A paciencie estava esgotada... Nao tinha como fechar a porta de casa! Nao é facil nem de lembrar o estresse q passei.

A gota d'água (Dez 2008)
No natal apareceu uma goteira sobre nosso fogao. Lembrando q os fogoes aqui sao eletricos. Agua + eletricidade... casamento interessante num apartamento feito de madeira e papelao. Falei imediatamente com a parede, ou melhor... com a concierge. O q ela fez? O de sempre...

Janeiro
Depois de algumas dias sem alguma coisa feita resolvi abrir meu coraçao para a querida concierge e perguntei se ela poderia nos ajudar de alguma forma, mostrando o caminho de como poderiamos abandonar o apartamento sem problemas judiciais e desgastes. Ela comentou que a unica forma seria enviando um pedido para a administradora do condominio com 3 meses de antecedencia solicitando a resiliação do contrato. Mas ao notar q eu ja havia desistido de ser paciente e iria sujar a barra dela, ela, num impeto de vontade, em 30 segundos conseguiu um encanador para ir consertar o problema no dia seguinte pela manha. Pq nao fez isso com o rato tb? Pq nao fez isso com uma porta q nao fechava ?!?! Isso foi inicio de janeiro.
Ja q ela se mostrou nao querer ajudar de forma alguma, fomos logo na justiça. Na primeira semana de janeiro, ano novo... energia nova... fomos a Regie du Logement para ver como poderimos sair de la o mais breve possivel. Abrimos um processo ali mesmo, rapidissimo e a solicita atendente completou o formulario por nós. Pagamos 65 dolares, e caso ganhassemos a acao, os 65 dolares seria reembolsados pelo proprietario. Tb poderiamos pedir danos morais, mas faria com q a acao demorasse mais e nao estavamos ali pelo dinheiro. so queriamos resolver nosso problema.
A minha parte no processo seria de notificar a administradora ou proprietario da açao, para q eles pudessem se preparar para se defender. Começava uma novela.
Peguei o bail e la consta o endereço da administradora. Peguei a via do processo que teria de enviar a administradora e despachei p/ o endereço do bail. Isso foi dia 12 de janeiro.

Fevereiro
Um mes depois de mandar a via do processo para a administradora recebo uma correspondencia em maos do correio. Fui atender contente achando q fosse a data da audiencia... peguei o envelope e fui assinar o formulario do carteiro. Analisei rapidamente i envelope e notei q a letra lembrava demais a minha... Nossa... comecei a ficar perdido...ate notar q a minha carta eu mesmo havia enviado !! Putz...so faltava essa, mandei para mim mesmo ??? Nao... ninguem recebeu a carta, bestao!
Ligo para o escritorio da administradora q ficava em Montreal. Ninguem atende... nunca. Começo a ficar puto. Dia apos dia ninguem atendia. Ja começo a pensar em ir ate la entregar em maos, ate q penso em voltar na regie du logement para esclarecer como eu poderia fazer nessa situacao. Quem me atendeu dessa vez foi uma tipica funcionaria publica, q nao estava muita ai para meus problemas. Fui mal atendido e notei q dali nao sairia coelho algum. Estava por minha conta. Antes de seguir para Montreal resolvi consultar nosso oraculo... a concierge! Ela poderia saber como falar com eles, afinal ele tem de estar em contato constante com a administradora. Fui la e para minha surpresa a administradora havia mudado, por sorte para cá mesmo, na cidade de Quebec. Peguei o novo endereço e telefone e... liguei. Ninguem atendia. Fui no endereço pessoalmente uma vez... ninguem. Fui um segunda vez numa sexta-feira...e dei com a cara na porta de novo. Fechado! Me lembrei do que o carteiro me falou quando peguei minha carta de volta: "...vc estava esperando uma convocacao de audiencia? É... esses proprietarios de condominios sao safados mesmo. eles fazem de tudo para se safar de acoes... Boa sorte!". Ja comecei a pensar em complô! "Estao fugindo... estao dificultando de proposito..se escondendo!!". Pensei em chamar aqueles programas tipo "Ratinho", "cidade em alerta" ou ate mesmo a "Luciana Gimenez Jagger" para denunciar... mas nao conheço programa assim por aqui, ainda bem!!! Eu mesmo tinha de resolver isso, e rapido! Olhei o nome na caixa de correios e batia com o nome da administradora. Fui no escritorio vizinho da frente e perguntei se alguem ja havia visto o escritorio da administradora em fucnionamento. Falaram q sim mas q eu tinha dado azar de te-lo pego fechado. Voltei na segunda feira seguinte, com a via q deveria entregar-lhes e mais uma carta ja informando q nao renovaria o contrato de aluguel (coisa obvia...rs). Consegui conversar com o responsavel q nao mostrou conhecer minhas reclamacoes. Ou a concierge nao reportava nada a ele, ou ele era conivente junto com a concierge. Ele foi atencioso, politico e notei q ele pisava em ovos quando falava comigo. Bom sinal.

Março
Viramos o mes e tivemos a audiencia logo no dia 3. Levei as provas (algusn excrementos de rato retirados do armario da cozinha), fotos, uma testemunha para comentar sobre nossa "porta automatica" da entrada de casa, e.... nao sei onde foi parar, mas todas as cartas q eu fazia a concierge assinar com as reclamacoes q eu fazia, comdatas e tudo mais desapareceram. Desconfiei ate da concierge, mas como nao tenho como provar nada, apenas senti minha argumentacao perder 50% da força. Eu juntava tudo numa pasta que ficava bem acessivel. Eu sempre conferia os documentos pois sou mestre em esquecer coisas, e no dia D acontece isso. Uma pena.
Resumindo, a audiencia é a juiza, o reclamante, o reclamado, sem necessidade de advogado algum, e a juiza pergunta o que traz o reclamante ali, e ela vai perguntando a cada parte detalhes e explicaoes. Chama a testemunha e pronto. durante as explicacoes fui ostrando fotos, documentos, e tudo q tinha para provar minhas acusacoes. Os excrementos de rato praticamente foram desnecessarios. Minha palavra bastava pelo q notamos. Resta saber se para o resultado q buscavamos ela bastava.
Ao sairmos da audiencia conversei educamaente com o administrador do condominio e ele se propoz a resolver os problemas. Se nos quisessemos ficar ate o final do contrato, segundo ele seria uma honra. E os reparos realmente começaram, depois de meses de paciencia esgotada.

Abril
Entramos em abril, um mes apos a audiencia e nenhuma decisao foi tomada ainda. O apartamento q tinahmos em vista de seguirmos nao aceita contrato de curta duracao ate final de junho, entao nao nos resta outra alternativa de continuarmos aqui. Ao menos agora podemos fechar a porta, o teto da cozinha foi reparado, e o rato.... bem... o rato tem agora um exterminador para se preocupar com ele. Quase um ano depois agora estamos tendo um suporte.
O engraçado é q parece q ela deve ter levado alguma chamada de atencao, pois agora ela tem feito tudo como se deve ao entrar em contato conosco. Liga com um dia de antecedencia para agendar visitas para alugar o apartamento, liga avisando q vao limpar o estacionamento...etc.

Quem passou nove meses aqui, consegue passar mais 3 ate o maldito 1 de julho. Ah.... o apartamento de julho... Chega julho!! Chega logo!!!! :D

10 comentários:

Anônimo disse...

meu Deus! escalofriante o relato!.Tenta lembrar uma coisa, a paciencia e um arbol de raices amargas pero de frutos muy dulces. Slds,

Ricardo disse...

Oi Luiz, haja paciência heim.

Este ano nosso proprietário no Brasil fez uma reforma na casa ao lado (que é dele tb) e sem querer querendo fez um rombo na minha garagem. Ele perguntou para a Caia se o buraco era realmente grande e se passava um gato. Ela disse que passava um gato preto, gordo, grávido e saltintando ainda. Achei o máximo a resposta, mas isso não o comoveu a arrumar. Risos.

Desculpe a ignorância, mas qual a função da conciege ? Foi ela que alugou para vocês ? Não entendi essa figura ainda na história.

Abração !

Ricardo

O casal disse...

rapaz, eu sabia q vcs tinham passado um belo aperto com esse apt desde o ano passado... mas não sabia q tinha sido tão traumático assim!
Esse teu resumo passou bem o problema....

bom, com certeza esses 3 meses vão passar rápido e logo vcs ja estarão no novo apt!

ele já tá certo né? eu lembro q vcs estavam esperando serem aprovados no bail do novo apt... acho q deu certo né?

show!

abraços,
joao.

Anônimo disse...

O maior problema é o app ser ruim e nao ter como mudar, apps ruins com poucos ou nenhum serviço custam menos, e muitas vezes nao se te escolha tem que ficar quietinho rezando para o aluguel nao aumentar demais.
It is not very mole nao.

Les Cariocas disse...

É meus amigos...que barra,hein?lidar com gente mau caráter não é moleza não!!
Mas agora o pior passou e vcs agiram certo fazendo valer seus direitos... e finalmente está chegando julho,falta pouquinho agora.Estamos de mudança também,mas devemos ir pra Montreal mesmo(nao tivemos coragem de pedir demissao do trabalho)...
Mas em breve iremos aí conhecer vcs!
Bjs nos 3 !

Bruno Lucena disse...

Cara, lendo a sua narrativa, parce que voce está morando em um ap la em mangabeira. Isso é a cara do Brasil e a sua ação judicial, uma reclamação que tramitou em juizado de pequenas causas. É isso amigo, imaginar que ao morar no Canadá estaremos livres da safadeza, triste engano nosso. Bola pra frente que atrás vem gente. Se precisar de advogado em maio voce terá um. Abraços

Luiz e Anna disse...

Ricardo,
A concierge é uma "super-zeladora", ou deveria ser. Ela é a responsavel pelos pequenos reparos do apartamento. Ha locais onde sao os responsaveis ate por trocar as lampadas dos aps. Tirar a neve da entrada do predio, limpa-lo, receber os pagamentos de aluguel, policiar as regras do condominio e mante-lo "propre". A nossa faz o q é mais facil, que e receber o pagamento, e os problemas ela empurra com a barriga.

João,
o nosso ap de julho ja esta garantidissimo!! ;) Bail na mao assinado e ja correndo atras do dia da mudança... Ainda essa semana escreverei um post sobre isso. :)

Como o anonimo (acho q foi o Eliseu ;) disse, morar em coisa barata nao é mole nao... O negocio eh ganhar logo um dinheiro e ir morar em algo melhorzinho :) Cansa essa vida de pobre....rs

Abs!

René disse...

cara mto bom seu posto mto bom mesmo rs...

morri de rir, fui falar com a parade huahuauhauhahuauhuhaa

etreaquebec disse...

Luiz

Que bom que mesmo com o ganho de causa vocês não são obrigados a sair, mas com toda essa historia o interessante seria ter pedido danos morais?

Eu não postei nada anônimo, não nesse tópico. Nosso apartamento não é de todo ruim, o concierge é razoável um pouco mais até eu diria se comparado com outros que conheci, nossa geladeira estava um lixo e duas vezes que eu falei com ele uma novinha chegou direto da loja, a pia estava com o tampo podre, isso deu mais trabalho, mas finalmente foi trocado, fizeram um tampo novo de cerâmica, tem uma lâmpada da cozinha que queimou o reator e ele levou e ainda não trouxe de volta, mas é que eu não estou insistindo, e tudo isso só no verbal. Nosso apartamento é pequeno 40 m2, não tem uma grande vista, alias não tem vista nenhuma, escutamos o que o vizinho faz no banheiro até o gato deles correndo a gente escuta, a lavanderia fica em outro bloco tem que sair no frio para chegar nela, mas o pior é quando não sei qual vizinho fuma e o cheiro entra no nosso apartamento. Mas tem o lado bom ele tem um pe direito (altura do chão ato teto de 3m) e é bem localizado, com tudo incluído, ele é bem isolado.
Inclusive acabei de lembrar que uma vez eu estava falando para um Quebequense das desvantagens do nosso apartamento, acho que ele não gostou e me perguntou “Il est chauffé?” eu falei Oui ele respondeu “Voilà ce qui est important” Com isso eu realizei que o Quebequense médio não esta preocupado com o conforto e bem estar do vizinho ou do imigrante, não sei, ele quer é que o imigrante trabalhe e não reclame.

Um grande abraço para vocês

Sangue de Barata disse...

Olá Luis,

Me chamo Thiago e escrevi uma reportagem sobre como a internet ajuda os brasileiros que estão imigrando pro Canadá.
Acho que é de interesse comum, então deixo aqui os links.
Pra ler a versão publicada em inglês:
http://www.thesequitur.com/content/view/4390/1/

A versão em português está no meu blog:
http://sanguedbarata.blogspot.com

Abs!